MIRAGEM, 10', cor, 2014, Fortaleza.

sinopse: outubro de 1972, Antônio viajou e sente saudades de casa.

Miragem é realizado com imagens adquiridas pela artista em uma feira no Rio de Janeiro. As imagens em diapositivo (slides projetados) foram captadas em 1968, mostrando encontros familiares e viagens à Europa. O trabalho teve sua primeira versão apresentada em 2014 como curta-metragem e em 2018 foi exibido num espaço expositivo em versão expandida, trazendo novas camadas e leituras possíveis.

O exercício em "Miragem" é o da tentativa de reconstituição do "acervo" adquirido. Partindo dos vestígios impressos nas imagens a artista busca remontar as sequências originais das fotos. Ao mesmo tempo, há uma investida ficcional. Um personagem masculino criado a partir do que foi pesquisado sobre as imagens. Um trabalho que evoca questões a respeito da "memória" mas, também, sobre perspectiva, sobre fantasia, sobre ilusão - como o título sugere.

 

Uma dimensão importante do trabalho é a experiência com o dispositivo de projeção apresentado. Uma tecnologia de imagem que teve duração muito breve, enquanto produto, e que já é desconhecida das gerações mais jovens. Uma experiência bastante material e cada vez mais rara num mundo com excesso de imagens.

FESTIVAIS

  • 13º Nóia - Festival Brasileiro de Cinema Universitário - 2014

  • 18º Mostra de Cinema de Tiradentes - Mostra Formação - 2015

  • 5º Jeri Digital - 2015

  • 25º Cine Ceará (Melhor Produção Cearense e Prêmio Juri Universitário) - 2015

  • Curta Cinema 2015, Mostra Ceará

  • Mostra Arquivo em Cartaz, Arquivo Nacional - 2016

EXPOSIÇÕES

  • Simultâneos - Museu de Arte Contemporânea do Ceará (2018)