Vende-se, 2020, Fotografia digital com dispositivo móvel, 14 impressões em papel hahnemuhle tamanho 30x22,5cm cada.

Série: Isolamento Compulsório

Liquidação

A casa foi vendida com todas as lembranças

todos os móveis todos os pesadelos

todos os pecados cometidos ou em via de cometer

a casa foi vendida com seu bater de portas

seu vento encanado sua vista do mundo

seus imponderáveis

por vinte, vinte contos.

 

[Carlos Drummond de Andrade]

 

 

Vende-se apresenta uma série de fotografias de fachadas de casas populares, terrenos e ruínas com indicação de venda, todas no bairro Antônio Justa, em Maracanaú/CE. O bairro teve origem a partir da antiga Colônia Antônio Justa, inaugurada em 1942 para o isolamento compulsório de pessoas diagnosticadas com Hanseníase. Imagens de casas populares à venda, a transformação da vivenda. O lugar de viver vira valor solvente, liquidez, valor monetário. Assim como no poema de Drummond, as casas da antiga colônia de isolamento são vendidas com suas lembranças e seu passado. As memórias das vidas interrompidas pela doença são apagadas e dão lugar aos anúncios de venda. Já não há o estigma da doença e mesmo o atual estigma, de bairro violento e precário, abre espaço para a especulação imobiliária que segue transformando o território. Tempos diferentes coabitam esse espaço e a casa é vendida junto com seus imponderáveis.

 

As transformações sociais ocorridas nesse território, sobretudo a transformação da memória pelo capital imobiliário, é um assunto que venho pesquisando desde 2017 e tem se desdobrado em fotografias, áudios e vídeos.